[20:32, 29/08/2020] Caroline: Olá, pessoal🙋🏽‍♀️.
.
Vamos entender os tipos de processamentos dos alimentos? Dessa forma vocês irão perceber a necessidade de evitar os ultraprocessados 😖

👉🏽 In natura: Obtidos diretamente de plantas ou animais. Não sofrem alteração.
👉🏽Minimamente processado: Podem passar por limpeza, remoção de partes não comestíveis, congelamento, refrigeração, pasteurização, moagem, secagem, fracionamento e processos similares.
👉🏽Processados: Fabricados pela indústria com adição de sal, açúcar ou outra substância para conservar o alimento por mais tempo e modificar o sabor.
👉🏽Ultraprocessados: Fabricados inteiramente ou majoritariamente de substâncias retiradas do alimento (óleo, gordura, açúcar…) ou feitos em laboratório com base em petróleo e carvão 😱 (corantes, aromatizantes, realçados de sabor (deixar mais salgado), e vários aditivos químicos). Além disso podem usar técnicas de pré-processamento por fritura (é o caso do miojo) ou cozimento.

Ufaaa! Depois de esclarecer, você ainda acha que seu filho precisa de alimentos ultraprocessados? 🧐.

✔Coloquei o morango como exemplo na figura. O morango cortado com remoção da parte não comestível, como minimamente processado; Geleia de morango (aquelas que são a fruta e açúcar) como processado; E o famoso “danoninho”, representando os ultraprocessados!

Por aí, você compra com maior frequência alimentos com qual grau de processamento? Boas escolhas alimentares, refletem em nutrição, saúde e longevidade! Vamos junt@s fazer boas escolhas? 😉